Prudens quid pluma niger secundum

29/12/14 The voortrekker 05

Ainda eram umas 14:00 do dia 28/12 quando cheguei em Cape Town e larguei as tralhas no Atlantic Point. Depois de um banho quente, aproveitei a boa localização do hostel e dei um pulo a pé em Cape Waterfront.

Me lembrou, guardadas as devidas proporções, o conceito de renovação do Cais das Docas em Belém do Pará. Enquanto lá aproveitaram um dos galpões para criar um misto de lojas e botecos, aqui pegaram praticamente todo o porto antigo (há um novo construído bem ao lado) e transformaram em atração turística para todos os gostos.

Shoppings, lojas de artesanato, restaurantes, mercado, botecos, prédios antigos restaurados, passeios de barco e helicóptero, tinha até pedinte e ripongas. Ah, os ripongas eram turistas também, nem me ofereceram artesanato.

Prédio do antigo posto de administração do porto

Prédio do antigo posto de administração do porto

No dia 29/12 resolvi rodar de moto até a Table Mountain e descobri que o topo mesmo só no bondinho (fila impossível) ou trilha (estava sem roupa adequada) e me contentei com a vista ali do meio do morro que já era surreal.

No pé da Table Moutain

No pé da Table Moutain

Para chegar no topo tinha que pegar o bonde

Para chegar no topo tinha que pegar o bonde

Lion's Head e Signal Hill

Lion’s Head e Signal Hill

Aproveitei para ir na Signal Hill, onde há um mirante bacana e de lá aprumei para Camps Bay, a praia badalada da cidade (não, não entrei no mar, rsrs). A noite foi reservada para a tal Long Street e seus botecos na companhia do povo do hostel.

Vistas de Cape Town

Vistas de Cape Town

Vistas do Estádio e Water Front a partir da Signal Hill

Vistas do Estádio e Water Front a partir da Signal Hill

Table Moutain a partir da Signal Hill

Table Moutain a partir da Signal Hill

Caminho alternativo para Camps Bay

Caminho alternativo para Camps Bay

 

Vistas de Camps Bay

Vistas de Camps Bay

 

Camps Bay

Camps Bay

 Dia 30/12, o Chico mais um casal de brasileiros chamaram para ir ao World of Birds em Hout Bay, na ida de ônibus vi aquela paisagem de filme com um estrada cortando o morro na beira do mar (já tinha passeio no dia seguinte). Fechamos com o pôr do sol em Camps Bay (fodástico) e um churrasco leve no hostel.

 

Paisagem de filme

Paisagem de filme

 

Relativa longa caminhada

Relativa longa caminhada

 

Travessia estelar

Travessia estelar

 

No ninho da coruja

No ninho da coruja

Qual é?!? Me deixa aqui de boa.

Qual é?!? Me deixa aqui de boa.

 

Pôr do sol em Camps Bay

Pôr do sol em Camps Bay

Acho que não dá para ver isso do sofá da sala

Acho que não dá para ver isso do sofá da sala

Dia 31/12 era a despedida, portanto tinha vários pontos a visitar. Comecei com a estrada entre Camps Bay e Hout Bay, só para ficar lá babando. Em seguida peguei o caminho para o Parque de Cape Point, onde fica o famigerado Cabo da Boa Esperança e na outra ponta o farol que separa os dois oceanos, Atlântico e Índico. Lugares fantásticos. O parque todo inclusive.

A caminho de Hout Bay a partir de Camps Bay

A caminho de Hout Bay a partir de Camps Bay

A caminho de Hout Bay

Vista de Hout Bay

Hout Bay

Noordhoek Beach

 

De repente estamos no interior de Minas de novo.

De repente estamos no interior de Minas de novo.

Simon's Town, já quase na boca do Parque de Cape Point

Simon’s Town, já quase na boca do Parque de Cape Point

Resolvi pegar uma rota alternativa

Resolvi pegar uma rota alternativa

 

Sim, você está vendo uma bateria anti navios

Sim, você está vendo uma bateria anti navios

Uma base da marinha

Uma base da marinha

De volta ao vórtice espaço temporal Minas Gerais

De volta ao vórtice espaço temporal Minas Gerais

Portão principal do parque

Portão principal do parque

Paisagem "continental" do parque

Paisagem “continental” do parque

Seguindo em direção ao farol

Seguindo em direção ao farol

 

Subindo um zilhão de degraus até o farol

Subindo um zilhão de degraus até o farol

E ainda falta mais degrau até o farol

E ainda falta mais degrau até o farol

 

Aí você descobre que o farol não funciona, o real é outro mais além.

Aí você descobre que o farol não funciona, o real é outro mais além.

O farol real lá no pé da encosta do outro lado

O farol real lá no pé da encosta do outro lado

Mas a vista compensou. Para se ter uma idéia, cheguei por aquela estrada no canto direito

Mas a vista compensou. Para se ter uma idéia, cheguei por aquela estrada no canto direito

Quando se tenta bancar um fotógrafo e tirar uma foto para postal

Quando se tenta bancar um fotógrafo e tirar uma foto para postal

A trilha segura até o farol real. Me lembrou algumas trilhas que fiz de moto em Macacos MG

A trilha segura até o farol real. Me lembrou algumas trilhas que fiz de moto em Macacos MG

O outro lado do farol antigo

O outro lado do farol antigo

Quase um "tilt shift" sem querer não fosse o dedo do fotógrafo

Quase um “tilt shift” sem querer não fosse o dedo do fotógrafo

Chega de farol e vamos para o Cabo da Boa Esperança

Chega de farol e vamos para o Cabo da Boa Esperança

Estradinha na beira do oceano. De leve.

Estradinha na beira do oceano. De leve.

Olha ele aí, Cabo da Boa Esperança

Olha ele aí, Cabo da Boa Esperança

E você achava que só ia vê-lo nos livros de geografia e história

E você achava que só ia vê-lo nos livros de geografia e história

Despedindo do parque de Cape Point, lugar fantástico

Despedindo do parque de Cape Point, lugar fantástico

 

Voltando para Camps Bay pela Chapman's Peak Road

Voltando para Camps Bay pela Chapman’s Peak Road

E você achava que só veria estrada assim em filme

E você achava que só veria estrada assim em filme

 

Olha aonde a estrada passa, surreal

Olha aonde a estrada passa, surreal

Hout Bay lá no fundo

Hout Bay lá no fundo

 Voltei pois tinha comprado um ticket do bonde da Table Mountain e não ia perder essa. De certa maneira, noves fora e tudo o mais, cheguei no final do dia para poder acompanhar o espetáculo do ultimo pôr do sol do ano, do topo da montanha e com o sol se pondo no mar. Eu nem tenho palavras.

Esperando o bondinho para subir a Table Moutain

Esperando o bondinho para subir a Table Moutain

 

Vista da Lion's Head e Signal Hill de dentro do bonde

Vista da Lion’s Head e Signal Hill de dentro do bonde

Maquete da Table Mountain

Maquete da Table Mountain

Vista de Cape Town a partir da Table Mountain

Vista de Cape Town a partir da Table Mountain

Vista de Camps Bay a partir da Table Mountain

Vista de Camps Bay a partir da Table Mountain

O último pôr do sol do ano

O último pôr do sol do ano

 

Fechando com chave de ouro

Fechando com chave de ouro

 Ainda cheguei a tempo de acompanhar o povo do hostel para a virada do ano. Eu já estava satisfeito e com a cabeça no retorno, mas já que o Chico conseguiu uma mesa de graça num boteco próximo, custava nada ir lá devolver o agrado pagando a bebida.

Como diria Maquiavel, “la virtù, la fortuna”.

Continue seguindo a saga The Groot Trek aqui.

Anúncios

Uma resposta

  1. Pingback: 28/12/14 The voortrekker 04 | Clã do Gallo Preto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s