Prudens quid pluma niger secundum

Posts com tag “Caldas Novas

02/06/13 a morte da bezerra pt04

Segunda feira, a diária a vencer e você acorda assustado com o telefone do quarto tocando, logo cedo igual havia solicitado na noite anterior. Hotel multi estrelas é outra categoria. Observa a cama desarrumada e a toalha molhada no chão, a copeira que se vire, eu vim andar de moto. O colega do café da manhã lhe passara um telefone de um camarada que poderia te receber e mostrar a cidade: “Quem? Olha, hoje é segunda, estou ocupado, fica difícil ajudar gente desconhecida. O Zé não me disse nada sobre você vir aqui.”
– É sério isso Fantini? Fantini? Uai, arrumando o apto?
Tudo bem, diárias grátis são uma coisa, agradecer a hospitalidade é outra, ainda mais quando se está entre amigos. Nem o Batman pediu, já estava com o aspirador em punhos dando uma geral no apto de Caldas Novas GO.
– Não entendi, quando você vem aqui em casa em Sampa, tudo bem que não faz bagunça, mas nunca passou aspirador.
– Helton, você é aspirante. Sossega.
Após deixar tudo do jeito que encontramos, juntamos as tralhas, se bem que só precisei juntar a única sacola que está me acompanhando desde quinta passada para rumarmos para Goiânia GO, afinal ainda devia um abraço nos demais integrantes da família Carvalho: Fantasma, esposa e filhos.
Havia um caminho subindo direto a GO352, mas o Batman chamou a atenção que o caminho pela GO153 seria mais adequado. E assim pegamos a GO213 ao invés da GO139 e logo já estaríamos na estrada principal rumo a Goiânia GO que alcançamos antes do almoço.
– Pena hein, Fantini. Segunda, o pessoal trabalhando, nem puderam te receber igual o outro camarada.
Muito pelo contrário, não só fizeram questão de me receber e que recepção, digna de um rei, que até fiquei lisonjeado. Se você ainda não entendeu, vamos repetir, motociclismo é isso, pegar estradas por aí e encontrar amigos, nada mais.
E assim, não satisfeito em preocupar com a morte da bezerra sozinho, arrastei toda a família Carvalho para essa terrível preocupação.
– Você ainda não percebeu o real valor deste fatídico evento, a bezerra morta, o sustento de uma família da roça.
– Helton, você é aspirante. Sossega.
No dia seguinte tive a oportunidade de conhecer as instalações da FFTuning, negócio do Batman e Fantasma, especializado em peças de decoração para veículos como aerofólios, saias laterais e demais itens para alegria de qualquer fã de carro tunado.
Na verdade tudo isso, a viagem a Três Ranchos GO, ficar ciceroneando o Batman, participar da recepção e em seguida pagar um almoço para os dois irmãos, era somente pano de fundo para meu real e infalível intento.
– Viu, gostei da carretinha, quanto quer nela?
– Fantini, não está a venda.
– Cai alho!!!

visita infrutífera

visita infrutífera

A visita a Goiânia GO fora infrutífera. Como assim não está a venda, como assim?!? Ao me mostrarem o Todinho, o cachorrinho que guarda a empresa, me convenci de que não estavam de brincadeira.

filhote de belzebu disfarçado de cachorro

filhote de belzebu disfarçado de cachorro

Ainda tomei um pouco do tempo do Batman para fecharmos a conta e fazermos uma resenha da aventura. Resolvemos que tudo poderia ser resumido na seguinte frase: “Ah, não, não! Pára! É mentira. É mentira!”. Trincamos.
Na quarta de madrugada ainda fez questão de acordar para se despedir. Pessoas assim, ele, o irmão e toda a família Carvalho, só encontramos procurando estrada afora, acho difícil encontrar no café da manhã de sábado.

– Olha a desfaçatez da criatura. Aristóteles foi claro em seu livro Ética à Nicômaco: “Depende de nós praticarmos atos nobres ou vis; e se é isso que se entende por ser bom ou mal, então depende de nós sermos virtuosos ou viciosos.”.  A virtude aristotélica consiste no esmero esforço do equilíbrio entre os vícios da falta e do excesso. Em posição de destaque se encontra a amizade, como virtude necessária no compartilhamento da felicidade.

– Maia, você é novato. Sossega!
Aí você que está me acompanhando nessa vida ingrata questiona:
– Hora de voltar para Vitória ES, Fantini?
– Vou nada. Vou para São Paulo SP.
– São Paulo?!?
– Ainda há muito com o que me preocupar.

Anúncios

01/06/13 a morte da bezerra pt03

Você acorda com os primeiros raios solares atravessando a cortina de seda, mas o quarto ainda está com pouca claridade e a cama macia e confortável convida para mais um cochilo. Realmente foi uma excelente escolha a recomendação do colega do café da manhã de sábado. Nem parece que viajou de moto, o corpo está descansado. Poderia fazer isso a cada três meses. Deixa o médico descobrir que rodou de moto! Melhor já planejar o próximo evento, vamos abrir o tablet e usar o wifi do hotel para conferir.
– Nossa, Fantini, confortável isso hein? Mas, peraí, que cara virada é essa?
Como um bom blues, sábado acordei com aquela sensação de que nem devia ter saído da cama e que todos os demônios poderiam rir da minha cara que festejaria com eles. Talvez não devesse ter tomado aquela última latinha. Teria sido melhor tomar mais umas duas ou três e teria chegado junto com o desinfeliz do Batman e não teria que passar parte da madrugada do lado de fora do portão.

Escreva seu próprio blues

Escreva seu próprio blues

É meu amigo, uma viagem de moto é ingrata, não há hotéis de luxo, não há conforto, nem decepção.
Olho para o Nelsão e já começo a rir.
– Ôôô, mineiro atrevido, que foi?
– Cai alho, Nelsão. Você tirando maior onda de que estava tomando absolut. Que porra de garrafa de natasha vazia é essa no seu alforje?
– Ôôôôôôôôôôôôôôô!!!!
Trinquei!
O Batman já havia dado a dica de subirmos para Caldas Novas GO, então comecei a juntar as tralhas. Por volta de 11:30 já estávamos com tudo pronto. E o tempo nublado fechando.
Nelsão ainda insistiu para ratear o café, mas negociamos o churrasco do dia anterior que pagamos na casa do pessoal do Mojorider. Então, duas estadias com café da manhã, saíram pela bagatela de zero reais. Bem melhor que o hotel de luxo de sabe lá quantas estrelas estrelares.
Despedimos e fomos rumo a Catalão GO que atravessamos com o objetivo de pegar o caminho para Ipameri GO através da GO330 e em seguida rumar para Caldas Novas GO pela GO213. O tempo continuava nublado o que deixava a temperatura agradável. Afinal os dois heróis aqui estavam sentindo o peso da madrugada insone. Paramos para abastecer ainda em Catalão GO e beber uma água com gás foi providencial.
Então a estrada. Olha-se para um lado e fazenda a perder de vista, olha para o outro lado e mais fazenda que não tem fim. Atravessamos quilômetros sem ver qualquer tipo de aglomeração que significasse que havia alguma coisa ali além de pastagem e plantação. Aí como já estava deixando bem claro, veio a chuva. Sem dó e sem piedade.
Como o Batman foi mais prevenido, já saiu com a capa de chuva. Eu como sempre teimoso, estava sem. Pensei em acenar para parar e botar a capa, mas depois lembrei que ela se encontrava junto do forro térmico da jaqueta.
– Lá em Vitória, Fantini?!?
– Isso mesmo. Cai alho.
Ainda bem que os novos pneus, um par de Michelin Commander (não ganho para fazer propaganda, mas o pneu é bom) cumpriram seu papel no asfalto razoável, cheio de poeira fina que com a chuva formou aquela fina lama. Somente tive um susto numa reta em pequeno declive em que errei a aceleração e a roda traseira destracionou. Nada impossível de corrigir, mas era melhor esquecer a calça e botas encharcadas e ficar mais atento.
– Mas Fantini. Cordura costuma segurar um pouco a água.
Mas viajei com dois pares de calça. Um jeans para a estrada e um jeans para passear onde estivesse. Aliás, chamo a atenção que apesar de estarmos no início da epopeia de 15 dias, trouxe apenas uma sacola pequena, o que daria para sobreviver uma semana sem precisar lavar a muda de roupa. Sim, é preciso ser fiel as origens. Enquanto isso, Batman mostrava que para carregar tanta bugiganga, era preciso mais que um cinto de utilidades.

Não é fácil ser herói

Não é fácil ser herói

Chegamos no condomínio onde ele tinha apartamento, saímos para providenciar a cerveja e o café da manhã.
– Padrinho, vamos ficar aqui na piscina do condomínio mesmo.
Não quis discutir, afinal era visita, mas talvez um dos tais parques fosse uma boa pedida.

foi um clube parecido com este que ele chamou de piscina

foi um clube parecido com este que ele chamou de piscina

Ainda bem que não insisti, pois o diabo do condomínio tinha um clube privativo completo. E por incrível que possa parecer, dois ogros de barba por fazer, sujos de viagem, com um isopor de cerveja conseguiram chamar a atenção.
– Padrinho, você parece amuleto, vou te convidar para vir aqui de novo.
– Ah, não, não! Pára! É mentira. É mentira!
Trincamos!

para que sabe se lá quantas estrelas?

para que sabe se lá quantas estrelas?

E assim ficamos o fim de semana em Caldas Novas GO. Piscina, água quente, vista agradável, cerveja gelada, botecos legais a noite. Tinha até o bauru da fórmula secreta de família. Comecei a me preocupar.
– Com o que Fantini?
– Uai! Com a morte da bezerra!